segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

então vamos lá: às entrelinhas do cacoração.

é porque no brasil
tem gente tocando
pro galvão aplaudir
mas que coisa
tocando pro galvão

se nunca jogou bola
e se apertar a flauta
vai dar uma tussida
e quiçá foi no ventilador
que soltava a pipa.


talvez não seja possível entender, mas explicar entrelinhas não dá. o que eu posso dizer é que estou aqui engrossando o coro dos descontentes, cansados, talvez, dessa malemolência classe média de escrever diários. o quiçá é pra você, ana.

4 comentários:

Fábio Santos disse...

Bicho, essa sacada do Galvão (é o Bueno?), putz ficou cabeçona! Me lembra quando eu fico vendo a ESPN e a galera vai lá tocar pra ninguém assistir.

AnaRita disse...

entrelinha explicada é galvão bueno narrando jogo.

agora acho bom que fique aberto o direito de se enfiar as entrelinhas onde se queira, diários, crônicas, poemas e besteiras.

porque entrelinha é o infinito das coisas e infinito cabe em qualquer lugar. A física permitindo ou não

AnaRita disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
AnaRita disse...
Este comentário foi removido pelo autor.