quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Mais

"O seu problema é que você quer demais e quer sempre mais. É insaciável."


Não nego. Mas entenda que é difícil entrar na minha cabeça que só tenho uma vida e que temos um planeta e uma lua e um universo enorme a ser descoberto. Ontem mesmo pensei que deveria ser aeromoça, mas foi um pensamento rápido.

O que você não compreende é que tudo tem seu momento (e soando auto-ajuda), porém não vou ficar esperando para sempre. Enquanto a hora não chega, me encho de coisas, paro de pensar nos problemas e conheço o que está ao meu alcance.

Acho que posso girar o mundo todo, ir à lua e até mesmo a Plutão (lembrando que, para mim, Plutão ainda é um pequeno planeta injustiçado) e continuarei querendo mais. Eu sempre quero mais. Quando parar com isso, leve-me ao médico.

Por exemplo, hoje pulava no jump e me deu vontade de almoçar sushi sozinha. Ora, pois. Irei. Os meus limites são relativos. Do mesmo modo que o resto do mundo acha um absurdo essa vontade de falar "tchau, até um dia" e depois voltar.

Pode ser daqui a meia hora ou daqui a onze anos. Objetivo: querer mais, sempre mais. Insaciável.

Um comentário:

Lorenzoni disse...

ora, pois ter vontade de almoçar sushi sozinha e se esforçar pra conhecer o que está ao alcance são coisas essenciais na vida. e digo mais: a leveza do texto lembrou clarice e encantou muito.