quarta-feira, 10 de outubro de 2007

O sumiço do DVD

O moço da locadora (acho mais fácil chamar assim, é genérico etc) trabalha avidamente em seu computador.
"Moço, tem mulheres à beira de um ataque de nervos?"
(esse título não precisava ser tão grande, mas que idéia)
Moço genérico olha para a tela com cara de nuvem e responde:
"Tem sim, está na seção dos cults".
Moço genérico acompanha garoto sonhador de olhos chorosos (este sou eu) e os dois vasculham loucamente as prateleiras, mas nada encontram. Moço genérico some, procura na seção de dicas, de comédias, dramas, de "arte" (?), mas não há nada lá. A seção de "arte" é a mais arbitrária, é ali que ficam os filmes que marcaram época, alguns alemães, umas coisas antiqüíssimas, e alguns asiáticos quaisquer. Moço volta e diz:
"É, pelo jeito não está na loja".
E deixa por isso mesmo. Garoto sonhador de olhos decepcionados sente-se forçado a alugar um drama com a Cate Blanchett, outro com chinesas hedonistas que dão pra todo mundo e outro do Almodóvar, para substituir o mulheres [...]. Afinal, o feriado tem que ser bom.

4 comentários:

Tay disse...

boas vindas, rapaz!

amei o texto.

pit disse...

a minha mãe diz que só eu e o jeca tatu chamamos as pessoas de moço e moça.

agora somos três.

AnaRita disse...

Eu também chamo os moços de moço...
Põe mais um nessa lista.

Bom texto, leve para se começar um feriado. Gostei.

Morganna disse...

os moços são legais.
^^