quinta-feira, 22 de novembro de 2007

"É de amargar, mas ela é maior e vacinada"
João Bosco e Aldir Blanc


Um drink ou dois
Como você se chama mesmo?
Alberto...
Alberto... Assim reticente mesmo?
A pontuação fica ao encargo da dama.
E se a dama for analfabeta?
Aí engole tudo de uma vez só.
O que você faz da vida?
Jornalismo. Ainda que com esse ismo, sufixo de doença, sabe? Essa coisa que angustia. E pensar que a gente é que escolhe. Não tem espaço pra nada, ou tem pra quem molhar a mão. Ou eu não levo jeito pra coisa. Vem o editor naquele terno risca de giz e manda. Você chega pega o gravador e se vê como? Com ismo, entende?
Tô com fome.
Quer o que?
Carne
Com fritas?
Não, sem camisa.
Um último gole
Lá vai a puta se rasgar na parede

4 comentários:

yuri disse...

ótimo final, ana rita.
deliciei-me.

Hanne Mendes disse...

O jogo normal(Carne-carne) no contexto tomou proporções inusitadas. Muito bom.
Abraço.

Flávio A disse...

o final é muito... de repente.

AnaRita disse...

carne-carne
final sempre brusco
de repente