quinta-feira, 29 de novembro de 2007

Lições de dirigir

Sinal. Ponto-a-ponto de luz - que clareiam a mão que conduz - devem ser preenchidos em determinada velocidade. O objetivo (meta) deve estabelecer essa velocidade. Transeuntes que situam-se ao redor (lados/frente/trás) fazem parte do processo. O contato com os transeuntes estabelece o fim da jornada.
- No entanto, disse o explanador - adicionando uma sub-condução explicativa -, deve-se atentar que o fim da jornada não estabelece o fim do pensar. - Continuando, disse ele: em caso de contato mínimo e sem alardes, deverá ser considerada a possibilidade de fracasso. Polêmicas e dinheiro estabelecem sucesso.

Levantei e passei pelo expositor, que fora igualmente driblado, como foram os outros alunos e cadeiras. À porta frontal da sala, percebi que estava, sim, em uma aula de direção: AULAS DE DIREÇÃO POÉTICA. Continuei lendo. Era placa vistosa de tanto que distraía o olhar que logo lia abaixo: NOVAS TURMAS EM mas não tinha o complemento temporal do "em". Não entendi. Naufraguei no vazio após o em. Fiquei vazio também. Pensei eu, por mais que fosse informação inútil, informação inútil, informaç. Demorei a saber o porquê de não conseguir completar o pensamento àquela hora. De repente, já estava gasolinando o abastecer. Ao que, no posto, a televisão, anunciava com esforço de imagem e sintonia, um acidente. Havia um coma, rosto ferido parecia pensar em coisas de rua. Sabia da gravidade de um coma. Vi filmes sobre isso. A pessoa fica sem contato exterior de dentro pra fora. Já passei por um. Aliás, no gerúndio - lembrei -, no gerúndio, pois não havia acabado.


dos tempos de fotolog.

2 comentários:

AnaRita disse...

Li�es de dire�o po�tica � bem bonito, s� acho que o final foi did�tico demais...
Gostei de gasolinar o abastecer, quase um chevrolet gosmento

pit disse...

Transeuntes que situam-se ao redor (lados/frente/trás) fazem parte do processo.

vi filmes sobre isso.