quinta-feira, 5 de junho de 2008

around

Eu estou por aí professando credos errados, amando do avesso, andando sem norte. Eu estou por aí calçando os sapatos do meu pai só pra ver se eu piso mais forte. Eu estou por aí falando bobagem em verso e prosa. Eu estou por aí silenciando importâncias de tamanhos variados.

Eu ando por lugares em que você jamais esteve. Eu te ultrapasso pela contramão, eu vou e volto. Eu não me acerto. Eu penso tanto em fugir que acabo congelando. Eu mentalizo você aqui mas nunca dá certo.

Entre um dia e outro eu vou continuar esperando.

Que você caiba na minha bagunça.
Que traga o som.
Que não se perca no caminho.

Entre uma hora e outra eu vou continuar na janela.

2 comentários:

Cris* disse...

lindo post. posso colocar uma frase dele no meu blog? (com indicacao sua, claro)
bjs

AnaRita disse...

gostei bastante. Sei não, Pit, tem horas que vocÊ a de sempre tem horas que é a inesperada. Gostei das trÊs recomendações finais. Agora acho que faltou um pouco mais de neon no escuro da noite