domingo, 7 de setembro de 2008

Calma, não atira! Eu me vendo!


Querido,

Ontem, pensei em tudo o que você me disse.
Gravei um CD-R pra você, também.
Não sei se você vai gostar.

Mas, caso você goste, encomende, para o estúdio, aquele microfone austríaco
que o João Gilberto adora. Quero também aquelas mil toalhas brancas.
Ah! Não esqueça da minha conta no myspace, aquela canjinha de underground, y'know.

Um abraço do seu servo,
Yuri.
07/09/2008



8 comentários:

raoni disse...

[3 milhões] Você devia fazer camisas sobre tudo o que você escreve.

Flávio A disse...

nossa, concordo totalmente.

yuri disse...

que controvérsia. ; )

yuri disse...

agradeço, mesmo não sabendo se é um elogio.

AnaRita disse...

pense, você poderia lavar seus textos sempre que quisesse e manteria sempre aquele perfume de amaciante. Se a malha for boa a inspiração nem desbota.

Yuri disse...

Ok, ana.

Hanne Mendes disse...

Gostei da idéia.
E do texto, claro.

pit disse...

essse texto não canta na minha cabeça.


ele fala num fim de tarde, assim, por falar.
parece mais um curta