quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Unhas (partes 1 e 2)

pt. 1

a fila preferencial está vazia.
talvez eu finja indiferença
e o caixa não se incomode.

talvez um dedo aponte para mim
e diga em meus sonhos
o quanto eu sou passageiro

assim como minhas unhas
a vida segue.
assim, como minhas unhas.

talvez minha fila ande
por conta de alguns infartes
e eu não me sinta tão culpado assim.

mas, principalmente,
eu gostaria de saber
porque não há filas para ansiosos.

pt.2

você volta quando
eu já fui ao mercado
os filhos na escola
eles vão bem
eu sei que sou.

um bom pai me disse
certa vez
não há dinheiro que compre
o mundo
porque o mundo gira
mais rápido que capital.

mas eu não calculo diariamente
a taxa de câmbio
e não sei quanto mais
da minha saudade
seria necessário deixar
com você
para que eu pudesse ficar
satisfeito.


4 comentários:

AnaRita disse...

bem bonito esse (não que beleza seja tudo).

com fins melhores que os meios

Críticas de quem nada sabe disse...

Yuri, eu não vou te aplaudir porque, afinal, você já é bom! hehe
Abraço, garoto!

Friotti disse...

Daqueles que eu gostaria de ter escrito. Abraço, garoto.

Ramón disse...

Realmente gostei.Gostei muito.